Ergonomia no Coworking. O que você precisa saber

 

Coworking é a palavra do momento e representa uma forma moderna de trabalhar, pois, além de ser um espaço bacana e recheado de conveniências, é um ótimo local para fazer network e gerar negócios. Agora, não é um bom negócio esquecer que é um local de trabalho.

É comum vermos muitos improvisos em termos de mobiliário como mesas, cadeiras etc. Passar muito tempo em um puff ou cadeira improvisada (mas com design bonitinho) pode parecer inofensivo, e até descolado, mas prejudica muito sua saúde postural – e seu rendimento.

Por outro lado, investir em um ambiente funcional e, ao mesmo tempo, afetivo, certamente vai fazer você mais feliz e produtivo.

 

Coloque seu e-mail abaixo e receba as
atualizações do nosso blog em primeira mão.


 


DICAS ERGONÔMICAS PARA O COWORKING

Além de manter uma estação de trabalho organizada, higienizada e com espaço livre para as atividades é preciso atenção com alguns detalhes que vão desde a forma ideal de manter a postura sentado, a outros cuidados básicos, mas que muitos descuidam.

1 – Posicione as pernas em um ângulo de 90º e mantenha os pés ao chão ou apoiados (Dica: conheça o Apoio para os Pés). A boa postura das pernas evita a tensão nas articulações e evita a compressão das coxas.

2 – Mantenha a cabeça e pescoço alinhados (Dica: Suporte para Monitor e Suporte para Notebook). Os olhos devem estar no centro do monitor e é importante ter uma distância de 40 a 70 cm para que fique confortável e não canse a visão.

3 – Sente na cadeira sobre o ossinho do bumbum e volte o quadril um pouco para frente (Dica: Cadeira Ergonômica). Mantenha as costas apoiadas no encosto e os ombros levemente para trás. Evite sentar na ponta do assento.

4 – Apoie o antebraço sobre a mesa, mas evite que os cotovelos fiquem para baixo (Dica: Apoio para Antebraço Ergonômico).

5 – Faça intervalos para reduzir a pressão nos discos vertebrais, tensões na coluna, ombros e na área cervical e para melhorar a circulação sanguínea (Dica: pausa de 10 minutos a cada 50 minutos trabalhados).

6 – Alongue o seu corpo, sobretudo braços, pescoço, costas e pernas. Participe da ginástica laboral se a empresa oferece ou fora do emprego, pratique atividades como ioga ou pilates, são ótimos para o fortalecimento dos músculos abdominais que ajudam a sustentar a coluna e aumentar a flexibilidade.

7 – Beba água. Hidratar-se ajuda as articulações e músculos ficarem lubrificados.

Abaixo preparamos um infográfico com os 10 mandamentos da ergonomia. São dicas rápidas e importantes para lembrar e aplicar todos os dias. Aproveite para salvar nos seus favoritos. Ou, porque não, imprimir e fixar em um local bem visível!

 

 

LEITURAS INTERESSANTES:

# [INFOGRÁFICO] AFINAL VOCÊ SABE COMO SENTAR COM UMA POSTURA CORRETA

# 3 PRODUTOS ERGONÔMICOS QUE VOCÊ DEVERIA ESTAR UTILIZANDO

 


Razões (bem sérias) para cuidar da sua postura

 

São inúmeras as razões para mantermos a postura sentados elas vão da saúde à produtividade no local de trabalho. Listamos aqui alguns problemas de saúde, e também, os pontos positivos de se manter a postura correta sentado (boas razões também valem).

 

1 – Dores nas costas, músculos e articulações

No ranking dos problemas que mais atingem a população, a dor nas costas está em 2º lugar –  logo depois da dor de cabeça. De acordo com o ortopedista especialista em fisiatria Farhad Shayani a dor nas costas é uma das maiores epidemias do mundo e decorre na maior parte dos casos de uma má postura ao sentar.

Além das dores mais simples nas costas, a má postura é diretamente responsável por vários problemas de coluna, que se agravam de acordo com a frequência e o tempo em que a pessoa se encontra em postura inadequada, podendo causar dores não somente na coluna, mas na musculatura e nas articulações. Qualquer problema postural nos pés, ombros, na bacia ou no pescoço acaba refletindo na coluna e pode, até, transformar-se em uma lordose, escoliose ou cifose – problemas mais conhecidos. Sentar corretamente, além de evitar dores e doenças nas costas, também ajuda a amenizar as dores causadas pela tendinite, hérnia de disco e artrose, por exemplo.

 

2 – Dor de cabeça

O que a dor de cabeça tem a ver com a postura? Tem muito a ver, sim. Vamos te explicar. A dor de cabeça, ou cefaleia, de origem cervical é mais frequente do que você possa imaginar. Tensão, estresse e ansiedade são os grandes vilões da dor de cabeça causada pela coluna, que irradia para a cabeça. Este tipo de cefaleia, geralmente, afeta apenas um lado da cabeça: mais precisamente na base da nuca ou até a região superior do olho. Embora seja menos comum que a enxaqueca, ela cabeça atinge de 15 a 20% de todos os tipos de dores de cabeça. Porém, depois de sofrer alguma disfunção traumática na coluna, 53% dos pacientes desenvolverão dor de cabeça de origem cervical. E o nível de estresse agrava ainda mais o fator de risco, isso porque aumenta a tensão muscular na região do pescoço e ombros. Normalmente a dor é moderada e afeta a maioria as mulheres. Além da dor ser de um lado, como citamos acima, pode também causar náuseas e sensibilidade à luz, o que gera dificuldade em diferenciá-la da enxaqueca.

Um fato curioso e importante é que a cabeça pesa em média 5 kg e, ao baixá-la para ler, por exemplo, sua coluna terá que suportar um peso como se a cabeça pesasse 13 kg. Isso pode provocar dor de cabeça, dor nas costas, nos ombros e até mesmo hérnia de disco.

 

3 – A famosa barriguinha

Uma das regras de ouro da ergonomia é nunca forçar demais uma parte do corpo. O peso tem que ficar distribuído entre os ossos e a força deve ser repartida entre os músculos, evitando tensionar em excesso uns e relaxar demais os outros. Ao manter as costas tensas de forma equivocada, por exemplo, os músculos do abdômen acabam se soltando. Resultado: vértebras se desgastam e a barriga, sem exercício, vai soltando-se e ganhando volume.

 

4 – Problemas nos órgãos

A postura errada afeta muito além das articulações, músculos e nervos, causando diversos problemas aos órgãos, provenientes da sua compressão exagerada:

Prisão de ventre – pode ser reflexo de um intestino esmagado pelo peso das costas.

Cálculos renais – as costas curvadas podem ser as culpadas pelos cálculos renais. Elas comprimem os rins, fazendo com que funcionem mal.

Má circulação – posturas erradas amassam as veias e atrapalham a circulação sanguínea, além de abafar os batimentos cardíacos.

Úlceras – Dentro de um estômago prensado, os ácidos da digestão atacam as paredes do próprio órgão, gerando desconforto e podendo resultar até mesmo em úlceras.

Problemas respiratórios – uma postura curvada faz com que seja absorvido menos oxigênio, pois comprime os pulmões. Há um risco até de desenvolver uma pneumonia.

Baixa de imunidade – Por causa dos órgãos esmagados, faltam nutrientes e oxigênio para o corpo, o que o deixa enfraquecido. A vítima fica mais propensa a pegar infecções.

 

5 – Aumente sua energia

Antes de virar sua quarta xícara de café para dar aquela animada, verifique como você está sentado. Às vezes, um pequeno alongamento e um ajuste na sua postura podem aumentar sua energia. De acordo com uma pesquisa publicada na revista Biofeedback, sentado em linha reta você pode também previne a perda de energia e afasta sentimentos de depressão provenientes da má postura.

 

6 – Reduza o estresse

Sentar-se em linha reta quando você está se sentindo cansado, pressionado, ou estressado pode dar um fim a essas emoções negativas. Uma melhor postura também pode ajudar a aumentar sua disposição e produtividade, de acordo com estudo recente publicado na Health Psychology.

 

7 – Boa postura levanta sua autoestima

Um problema de baixa autoestima pode ser resolvido com postura, tanto em termos de atitude, como em termos ergonômicos. Pesquisas sugerem que quando exercemos a postura correta, tanto em pé quanto sentados, tendemos a ter um pouco mais de autoestima e acreditarmos mais em nossos próprios recursos, ao contrário de quando nos curvamos.

 

8 – Sentar em linha reta diminui sua insegurança

A postura pode ser o caminho para ter menos insegurança e emoções mais positivas, foi o que descobriram pesquisadores em seu ensaio. Da próxima vez que você tiver uma reunião importante, endireite os ombros e prepare-se para o sucesso!

 

9 – Aumento de produtividade

A postura correta permite que seu corpo dê sinais ao cérebro indicando que está em uma posição de poder, o que aumenta a testosterona e leva a um aumento na sua produtividade, relata a Revista Entrepreneur. “A quantidade de mudanças que você vê na testosterona quando as poses de poder estão envolvidas é parecido com o sentimento de se ganhar um jogo”, disse à revista Dana Carney, psicóloga e professora assistente cognitivo na Escola de Negócios Haas, da Universidade da Califórnia, em Berkeley. “A intensidade da mudança é a mesma”.

 

10 – Mais tranquilidade

Sentar-se em linha reta potencializa a entrada de oxigênio nos seus pulmões – em torno de 30%, de acordo com a revista Real Simple. Com uma boa postura, mais oxigênio entra no corpo e no cérebro, contribuindo para o aumento da energia mencionado e ajudando a respirar melhor, o que faz seu corpo relaxar.

 


Tenha um espaço saudável para seu trabalho

 

 

Se o espaço coworking em que você trabalha não oferece ergonomia adequada, o ideal é trocar uma ideia com quem o administra, trocar de espaço, ou melhorá-lo com pequenos ajustes, como levar de casa um Apoio para os Pés,  Suporte para Monitor, Suporte para Notebook, ou Apoio para Antebraço Ergonômico.

Nossa loja tem muito item bacana e prático de levar, ou até deixar no coworking para uso diário, dá uma pesquisadinha lá!

E não deixe de curtir nossa fanpage reliza.brasil

Abraços e até a próxima semana.

 

Comente!

Nossos Clientes

Vídeos de Produtos

Depoimentos