Os malefícios de comer na mesa de trabalho

Você já se deu conta o quanto estamos refém do tempo? Desde a hora que levantamos até dormir, nossa vida está baseada em cumprir horários. Temos hora para chegar ao trabalho, prazos, compromissos, reuniões, urgência, hora de comer, levar e buscar os filhos, hora da academia, arrumar a casa, e por fim, a hora de dormir. Diante dessa correria toda, muitas vezes abrimos mãos de algumas atividades para conseguir dar conta de tudo. Confessa, alguma vez você deixou de almoçar ou comeu na mesa de trabalho para entregar aquele pedido urgente que seu chefe solicitou, não é?

 

Cada dia que passa parece que está faltando tempo, 24h no dia, não é mais suficiente. O que nos faz perder qualidade de vida e bem-estar. E isso inclui o fato de comermos muito mal. Com o tempo curto, escolhemos comidas rápidas e sem nutrientes para saciar a fome.

Continue lendo esse artigo e confira as dicas de hoje. E se você ainda não assinou a nossa newsletter, deixe seu e-mail abaixo e receba novidades.

 

Coloque seu e-mail abaixo e receba as
atualizações do nosso blog em primeira mão.


 


O QUE ESTAMOS COMENDO?

 

O novo estilo de vida tem levado muitas pessoas a sacrificarem a sua saúde. Hoje consumimos refeições rápidas, geralmente gordurosas, ricas em sódio e açúcar, além de terem baixo índice de nutrientes. A americana Kira Fisher, criou um site para registrar como seus colegas se alimentavam. E o resultado revela que 47% das pessoas pesquisadas comem mal.

 

E não é só fazer refeições pobres em nutrientes que tem causado problemas à saúde, mas não realizar a pausa ou comer à frente do computador faz muito mal para a qualidade de vida. O professor de nefrologia da Escola Paulista de Medicina e autor do livro “Sabor & Vida: alimentação para a prevenção do câncer”, Nestor Schor, em entrevista para o portal da Catho, cita que devemos realizar intervalos de 20 a 30 minutos após as refeições. Isso porque depois de nos alimentarmos o fluxo sanguíneo se concentra mais na aérea gastrointestinal e a produtividade cai, inclusive prejudicando o raciocínio.

 


A MÁ ALIMENTAÇÃO PREJUDICA A SUA PRODUTIVIDADE NO TRABALHO

 

Em relação a produtividade, a revista Population Health Management, revelou que colaboradores entre 30 e 39 anos que têm uma alimentação ruim, estão mais propensos a sofrer com falta de produtividade no trabalho.

 

O que comemos e a quantidade que ingerimos influência no rendimento após o almoço. A circulação no cérebro fica menor, pois está direcionado para o sistema digestivo, o que causa a sonolência. Além disso, alimentos “pesados” como a fritura, irritam o estômago gerando indisposição e também refluxo.

 

E sem esquecer também que uma alimentação ruim aliada ao sedentarismo, levam a obesidade, que também reduz a produtividade e diminui a qualidade de vida de muitos trabalhadores. O último relatório da ONU (Organização Mundial da Saúde), apresentado no início de 2017, cita que já somos mais da metade da população acima do peso e que 20% está obesa.

 

É importante também citar que não devemos deixar de comer. Não comer ou comer pouco, baixa a resistência e ficamos propensos a infecções. Em contrapartida, comer demais ou alimentos chamados de “pesados” podem comprometer  o desempenho profissional por causa da digestão desses alimentos. Alimentos com fácil digestão darão mais disposição e alimentos com difícil digestão causarão mal-estar e afetará diretamente na sua produtividade. A carne vermelha e alimentos gordurosos, são exemplos que prejudicam a digestão.

 


OS MALEFÍCIOS DE COMER NA MESA DE TRABALHO

 

Antes de falarmos quais as indicações de comidas para consumir no trabalho. Queremos alertá-los do erro comum que cometemos de nos alimentarmos na mesa enquanto estamos trabalhando.

 

Comer na mesa de trabalho acumula muitos germes. Diante dos olhos podem ser imperceptíveis, mas eles estão por todo lado. Os farelos, restos e sobras que caem sobre a mesa e teclado, além da poeira, acumulam micro-organismos. Segundo um estudo no Reino Unido, a mesa do escritório pode ter 400 vezes mais bactérias que o assento de banheiro. Isso porque os banheiros são limpos com mais frequência que as mesas.

 

Quantas vezes você limpa a sua mesa de trabalho? Inclusive temos um artigo falando sobre isso. Clique no link a seguir e confira as dicas para deixar a mesa organizada e limpa.

# QUAL A MELHOR MANEIRA DE ORGANIZAR A MESA DE TRABALHO?

 

E como está o estado de higiene do seu teclado? Geralmente é no teclado que se concentra o maior número de bactérias. As teclas são abrigos perfeitos para os germes. O mesmo estudo realizado no Reino Unido, cita que muitos teclados podem colocar em risco a saúde das pessoas, podendo causar, por exemplo, intoxicação alimentar.

Ficou assustado? Que tal começar a cuidar da sua mesa e deixar seu teclado livre das bactérias?

 


COMO MANTER A MESA DE TRABALHO LIVRE DE BACTÉRIAS

 

Dois produtos recomendados e inclusive um deles aprovado pela ANVISA para manter a sua estação de trabalho higienizada.

 

1. LIMPA TELA ANTIBACTÉRIAS (APROVADO PELA ANVISA)

 

# Elimina as bactérias acumuladas nas telas e displays de notebooks, tablets, smartphones e até em óculos.

# Sua eficiência chega a eliminar 99% dos micro-organismos a partir da primeira aplicação, removendo gordura, poeira, germes, marcas de dedos etc.

# E não se preocupe. O Limpa Tela não provoca ressecamento da superfície. A sua formulação tem a função hidratante, o que preserva a vida útil do produto aplicado. Além disso, na sua composição não contém álcool (0%).

DETALHES DO PRODUTO, CLIQUE AQUI.

 

 

2. PELÍCULA PROTETORA PARA TECLADO

 

 

# A película é um excelente produto para proteger o teclado de acumulos de sujeira, migalhas e líquidos.

# A sua superfície é antideslizante, que fixa a película sobre o teclado, e antibactericida, que impede o crescimento de bactérias.

# É termoestável, pois é resistente a temperaturas elevadas, protegendo o teclado.

DETALHES DO PRODUTO, CLIQUE AQUI.

 

 


ALIMENTOS QUE DEVEM SER EVITADOS

 

Acreditamos que as dicas abaixo vocês já têm consciência de que não se deve consumir em excesso, mas vale reforçar e relembrar que é importante evitá-los.

 

# BOLACHA DOCE – É um alimento calórico com alto teor de carboidrato e sódio que provoca a sensação de inchaço. Também possuem altos índices de gorduras trans que podem aumentar o colesterol ruim (LDL) e diminuir o colesterol bom (HDL). Para as pessoas sedentárias é um risco maior para aumento de peso, principalmente em relação a quantidade e a frequência que se consome.

# CHOCOLATE – Mesmo sendo um alimento energético e ser estimulante por liberar a serotonina, é altamente calórico. Cuidado na quantidade consumida. O ideal é comer 30 gramas por dia, sendo a melhor opção o meio amargo com 50% de cacau, ou ainda 70% de cacau.

# BOLACHA SALGADA – Ao contrário da doce, é preciso cuidar com o excesso de sal que muitos desses alimentos têm. Além disso, esse produto contém também alto teor de carboidrato e gordura. Se optar por cunsumi-las, escolher opções com baixo índice de sódio (ver tabela nutricional na embalagem).

# REFRIGERANTE – é rico em açúcar ou adoçante (opções light ou zero) o que provoca a queima de vitaminas e mineiras. O consumo em excesso aumenta a taxa de glicose e triglicerídeos.

 


DICAS DE ALIMENTOS PARA LEVAR AO TRABALHO

 

Faça todas as refeições do dia, principalmente, o café da manhã, opte por frutas (mamão e laranja) e alimentos com cálcio (leite, iogurte e derivados). O almoço não deve faltar saladas com folhas verdes e legumes, e também proteína como peixes e carne vermelha. E a janta pode ser semelhante ao almoço, variando as opções para não ficar enjoativo.

 

E o que comer nos intervalos durante o trabalho? Veja algumas sugestões:

# Iogurte desnatado

# Frutas (1 fruta ou salada de frutas)

# Tapioca (existem diversos recheios para variar durante os dias)

# Bolachas integrais

# Queijo branco (minas, cottage ou ricota)

# Cereais integrais (aveia, granola)

# Pão integral (cuidado com o recheio – evitar excesso de açúcar)

 

Para relembrar o que dissemos acima, faça todas as refeições do dia escolhendo os alimentos saudáveis, evite de comer sentado na mesa de trabalho e faça os intervalos, como a pausa para o almoço. Seu organismo precisa desse período para fazer uma boa digestão e para que você possa seguir disposto sem perder a produtividade.

Confira a lista completa de produtos ergonômicos, clicando abaixo.

 

Até a próxima semana.

 

Comente!

Nossos Clientes

Vídeos de Produtos

Depoimentos